fbpx

Quer saber como manter o WordPress seguro? Veja aqui!

7 minutos para ler

O WordPress é o CMS mais popular do mundo e isso não é por acaso, afinal, esse gerenciador de conteúdos permite que qualquer pessoa, independentemente de conhecimentos em códigos, consiga criar e administrar sites, blogs e lojas virtuais. Mas toda essa popularidade e a quantidade de sites que são criados nessa plataforma acabam atraindo a atenção de criminosos virtuais.

Nesse cenário, manter o WordPress seguro é uma tarefa indispensável e isso requer alguns cuidados para que os temas e plugins instalados não se tornem portas de entrada para malwares e ataques. Existem algumas maneiras de reduzir os riscos e as vulnerabilidades do WordPress e, neste post, traremos 6 dicas para ajudá-lo nessa missão. Veja quais são!

Instale plugins de segurança

Um dos benefícios de utilizar o WordPress é a possibilidade de usar plugins para as mais diversas finalidades e uma dessas é a segurança. Basicamente, é possível encontrar 4 tipos de plugins de segurança:

  • plugins de auditoria — que enviam logs e notificações sobre quebras de padrão e comportamento irregular no acesso ao seu site ou a arquivos;
  • hardening (endurecimento) — dão dicas e oferecem ferramentas autônomas que fazem o bloqueio de suas instâncias do WordPress contra ataques;
  • varredura — o plugin de varredura funciona de forma parecida com um antivírus, permitindo a descoberta de hacks e vulnerabilidades antes que elas prejudiquem o seu site;
  • recuperação — os plugins de recuperação ou reparo, como o próprio nome sugere, fornecem scripts que removem ou revertem os possíveis danos que as invasões podem causar.

Qual plugin você deve instalar? O ideal é que você utilize, pelo menos, um de cada tipo. Veja, abaixo, alguns exemplos de plugins de segurança do WordPress:

Não se esqueça de que, para garantir a segurança, é importante que os plugins estejam atualizados. Os criminosos virtuais estão o tempo todo em busca de novas vulnerabilidades e, a cada atualização, os desenvolvedores corrigem esses eventuais riscos.

Faça backups regulares

O backup é uma ferramenta de proteção tradicional do mundo da TI. Não importa o quanto a tecnologia avança, essa medida sempre está entre as mais seguras. Estamos falando de uma cópia de segurança de seus arquivos que deve ser mantida em um local que seja de fácil acesso, caso haja a necessidade de recuperação dessas informações.

A vantagem é que os backups evoluem junto às soluções tecnológicas. Se, antes, eles eram feitos de forma manual, atualmente, há várias ferramentas e plugins que ajudam nessa tarefa. Entre os plugins mais populares para a execução dos backups, podemos destacar:

Há também a possibilidade de automatizar o processo de backup do WordPress com a utilização do Dropbox.

Mantenha tudo atualizado

Muita gente acha que as atualizações realizadas pelos desenvolvedores se limitam à adição de novas funcionalidades e recursos aos softwares, plugins, widgets e temas. Mas a verdade é que a maioria dessas atualizações traz, também, correções de problemas de segurança — a maior parte já descoberta por hackers.

A partir do momento em que um criminoso virtual sabe que existe uma vulnerabilidade em um determinado software, começa a testar a invasão por força bruta nessa vulnerabilidade, para tentar descobrir os usuários que estão utilizando uma versão desatualizada. Se o seu objetivo é manter o seu site seguro, utilize a versão mais atualizada do WordPress e mantenha em dia as atualizações dos acessórios que você estiver usando — tema, plugins e widgets.

Não utilize temas WordPress piratas

Se você gostou de um tema para WordPress pago, faça o investimento nele, não optando por versões piratas, pois o que parece barato pode custar caro. É muito fácil encontrar temas piratas na web, e muitos podem ser baixados via torrent ou Warez.

No entanto, a pergunta que não quer calar é: você confiaria em deixar o seu site, as suas informações confidenciais e as de seus usuários em um software pirata? Vai correr o risco de baixar um tema infectado com malwares e links black hat?

Concordamos que não é uma boa ideia, não é mesmo? Sendo assim, não utilize plugins e temas piratas, pois, além de prejudicar a segurança do WordPress, você desestimula os profissionais que trabalham para criar temas e plugins cada vez melhores.

Utilize a autenticação em dois fatores

A maioria das pessoas que utilizam várias contas online tem o hábito de usar senhas repetidas em mais de um login, como forma de facilitar a memorização. Por mais que possa parecer prática, essa atitude é bastante insegura.

Os hackers sabem dessa prática e usam uma tática simples para descobrir a senha de ambientes que deveriam ser mais protegidos. Basicamente, eles tentarão descobrir as senhas de logins em locais que demandam menos segurança, para, depois, utilizá-las para acessar ambientes mais protegidos.

Uma solução para criar uma camada de segurança é fazer a verificação de dois fatores, que envolvem a confirmação de um login a partir de um segundo ponto. Você faz o login com usuário e senha e o sistema vai exigir mais uma etapa, como a confirmação via e-mail, código via SMS ou app de dispositivo móvel.

Mesmo com essa técnica, é importante que você proteja os seus logins utilizando senhas diferentes. Uma dica para criar a verificação de dois fatores é utilizar o plugin Google Authenticator.

Utilize senhas fortes

A primeira camada de segurança de qualquer login é uma senha forte e, no WordPress, não é diferente. Os hackers utilizam uma técnica de força bruta, em que um robô testa inúmeras combinações de caracteres por segundo para encontrar a senha de um determinado sistema.

O seu serviço, ao criar uma senha, é dificultar o trabalho desses robôs, criando um password com diversas variações, utilizando letras maiúsculas e minúsculas, caracteres especiais e números. Outro detalhe importante é a troca periódica das senhas, aumentando mais ainda a proteção e reduzindo a capacidade do ataque de força bruta em longo prazo.

Manter o WordPress seguro é manter o seu site e os seus visitantes seguros. Além de garantir a proteção de seus dados, você protegerá a credibilidade de seu negócio. Um site inseguro, instável e que se apresenta com bugs de segurança tende a afastar novas visitas, além de prejudicar o seu posicionamento nos rankings dos mecanismos de buscas, como o Google.

Quer manter o seu site seguro, com todas as camadas de segurança? Então, entre em contato conosco e conheça os nossos serviços e soluções.

 

Thiago Cabral

Bacharel em administração e pós-graduado em Gestão e Governança de TI pela FIAP. Com cerca de 10 anos de experiência no mercado de segurança da informação, ajudou a fundar a empresa Athena Security, onde atua como Sócio-Diretor responsável pelas estratégias de Marketing e pela qualidade de atendimento ao cliente. Acredita que a chave para o sucesso é a especialização, atendimento consultivo e visão inovadora.

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Share This