Entenda a importância de segmentar a rede para mantê-la segura - Blog Athena Security: Tecnologia e segurança para o seu negócio
Entenda a importância de segmentar a rede para mantê-la segura

Se “dividir para conquistar” é uma estratégia de guerra bastante conhecida, o TI pegou o caminho inverso e descobriu que “dividir para defender” é ainda mais eficiente para proteger dispositivos, conter ameaças e promover a segurança de dados. A segmentação se tornou, portanto, uma prática essencial ao estruturar uma rede.

Você sabe como ela funciona? Quer entender como a segmentação de rede é uma forma eficiente de minimizar o impacto de invasões e garantir a segurança? Então confira no nosso post!

O que é segmentação de rede?

Provavelmente você já assistiu Titanic ou leu essa história em algum lugar. Talvez se lembre que, em um momento, um dos personagens explica que a embarcação tinha um sistema de comportas — sistema que até hoje é utilizado na indústria náutica.

As comportas funcionam assim: o navio é dividido em diversos compartimentos que, além de separados entre si, são hermeticamente vedados. Isso significa que, se por acaso a água invadir um desses compartimentos, ela ficará retida ali e não se espalhará pela embarcação, causando um naufrágio.

Você deve estar pensando: o que isso tem a ver com TI e a segurança digital? A resposta é: tudo! Hoje, uma das principais práticas para conter a “inundação” de vírus, ransomwares e outras ameaças virtuais usa o mesmo princípio — a segmentação das redes.

O conceito funciona da seguinte maneira: quando uma companhia segmenta sua rede, ela cria uma espécie de compartimentos virtuais. Dessa forma, quando uma máquina é infectada, ela só consegue contaminar outras máquinas do mesmo compartimento, e não de outros.

Com essa limitação, a capacidade de disseminação do malware fica reduzida. Uma quantidade menor de dados é exposta à ação criminosa, minimizando o impacto da infecção.

Como fazer uma segmentação de rede efetiva?

Não basta apenas segmentar a rede. É preciso utilizar um firewall e implementar políticas que estabelecem regras para a comunicação entre os dispositivos usados.

Afinal, por mais que a rede esteja segmentada, essa medida não vai ser útil se o computador da recepção puder se comunicar livremente e contaminar o banco de dados de um sistema ERP, que guarda as informações referentes à gestão financeira do negócio ou os dados sensíveis de clientes, por exemplo.

A política de segmentação deve prever que só se comuniquem os dispositivos que necessitam dessa interação para trocar dados referentes à necessidade da empresa. Essa compartimentação precisa primeiro classificar as informações, das mais banais às mais sensíveis, e estabelecer um perímetro que separe esses grupos.

Qual é a importância da segmentação de rede?

Seria perfeito se pudéssemos afirmar que os recursos que o mercado oferece são suficientes para prevenir toda e qualquer invasão. Porém, essa não é a realidade. Mesmo com antivírus e firewalls potentes, ataques cibernéticos de grande escala mostraram recentemente que os sistemas são vulneráveis.

Da mesma forma que existem bons profissionais desenvolvendo mecanismos para a segurança das redes, há uma série de criminosos criando ameaças cada vez mais perigosas.

Portanto, além de proteger a rede com firewalls e outros mecanismos, é importante recorrer a alternativas para minimizar danos, caso uma invasão de fato aconteça. A segmentação é uma dessas possibilidades, pois evita que a ameaça atinja um grande número de máquinas, restringindo seu alcance.

E aí, já conhecia a segmentação de rede como uma opção para reduzir o impacto de infecções e proteger os dados e dispositivos de uma companhia? Se você gostou do post e quer ter acesso a outros conteúdos como este, curta nossa página no Facebook e acompanhe nossas publicações!

 

Thiago Cabral

Bacharel em administração e pós-graduado em Gestão e Governança de TI pela FIAP. Com cerca de 10 anos de experiência no mercado de segurança da informação, ajudou a fundar a empresa Athena Security, onde atua como Sócio-Diretor responsável pelas estratégias de Marketing e pela qualidade de atendimento ao cliente. Acredita que a chave para o sucesso é a especialização, atendimento consultivo e visão inovadora.

 

Powered by Rock Convert

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This