Gestão da Rede Wireless Corporativa: confira 9 boas práticas - Blog Athena Security: Tecnologia e segurança para o seu negócio
Gestão da Rede Wireless Corporativa: confira 9 boas práticas

O acesso à internet sem cabos tem evoluído a passos largos. A rede wireless está presente na maioria dos ambientes, principalmente, no corporativo, o que se deve à praticidade que oferece ao mundo empresarial, como facilitar a conexão e reduzir os custos do dia a dia. Dentro desse contexto, é necessário gerenciar redes sem fio corretamente.

A partir do uso da rede sem fio houve aumento da utilização de dispositivos móveis no espaço corporativo. Nesse cenário, uma prática que tem se tornado comum é a BYOD (Bring on your own device) — traga seu próprio dispositivo, em português — em que os funcionários levam os seus aparelhos de casa para trabalhar na empresa.

Porém, o fato de ter ferramentas vindas de fora, conectando-se em sua rede, pode deixá-la frágil, abrindo caminho para que invasores entrem e roubem dados.

Quer elevar a qualidade e o desempenho da conexão? Confira, neste post, mais informações relevantes sobre a gestão da wireless! Vamos lá?

O que são redes wireless?

Muito se fala em internet corporativa, mas você realmente sabe o que são redes wireless? Trata-se da conexão de internet que funciona por meio de ondas de rádio, geradas por equipamentos de radiofrequência.

Há uma transferência de dados de um emissor para um receptor, o que permite que você esteja lendo o artigo agora, por exemplo. Ainda, existem redes domésticas e empresariais.

A diferença é que as redes empresariais, por necessitarem suportar uma maior quantidade de equipamentos conectados, precisam ter mais potência e também mais cuidados para que não ocorra a infecção por objetos maliciosos.

Quais são as principais boas práticas para gerenciar redes sem fio?

Existem uma série de boas práticas que podem ser executadas para gerenciar redes sem fio. Na sequência, explicaremos 9 delas. Confira!

1. Configure a rede corretamente

Geralmente, durante a configuração de uma rede wireless, o roteador disponibiliza três alternativas de criptografia: WEP, WPA e WPA-2. Os especialistas recomendam escolher sempre a opção com algoritmo, pois é mais avançada e eleva o nível de segurança. Selecionar os demais modos pode ser tão inseguro quanto usar a rede sem senha.

No painel de controle do aparelho, procure área destinada ao Wi-Fi e escolha a opção mais segura, não será preciso modificar a senha da rede. A configuração adequada faz toda a diferença para evitar portas de entrada para invasores.

2. Tenha uma solução integrada de Captive Portal

O Captive Portal é um recurso que possibilita o cadastramento de usuários que estão autorizados a acessar a rede da empresa, porém, sem usar a conexão interna. A adoção dessa tecnologia faz com que, ao navegar em qualquer site, o usuário externo (clientes e fornecedores) seja interceptado pelo sistema e redirecionado para uma página que exige a sua autenticação, impedindo que qualquer um navegue pela rede.

O ideal é que o Captive Portal seja integrado com a opção login para Facebook, Instagram e demais redes sociais. Essa medida traz mais controle sobre quais dispositivos estão acessando a wireless e com quais objetivos.

3. Terceirize a sua rede sem fio

O auxílio de profissionais especializados é indispensável para gerenciar a wireless em uma organização, uma vez que no ambiente corporativo há muitos dispositivos conectados, gerando um volume grande de informações, o que aumenta a sua vulnerabilidade e necessidade de atenção especial para essa área.

Ao contratar uma empresa terceirizada, você conta com técnicos qualificados e equipes prontas para dar suporte e proteger a sua rede a partir de um Network Operations Center (NOC) — centro do monitoramento de rede. Dessa forma, a companhia tem um contato positivo, antes mesmo da reclamação de eventuais incidentes.

Os profissionais contratados podem desenvolver estratégias distintas para o acesso de fornecedores e visitantes, impedindo que usuários externos acessem os dados internos. Além disso, todas as entradas na rede são acompanhadas, sendo possível integrá-las com ferramentas que monitoram e previnem a ocorrência de ataques. Além disso, é possível receber um relatório dos acessos feitos pelos funcionários — fator importante para medir a produtividade deles.

4. Use estratégias voltadas ao mercado corporativo

Apesar de parecer óbvio, muitas empresas ainda se descuidam e usam soluções caseiras para a sua rede wireless — cenário que abre caminho para diversos erros, deixando a sua conexão completamente exposta aos riscos de invasão.

Sendo assim, buscar o auxílio de profissionais especializados nessa área também é essencial para adotar técnicas mais eficientes para proteger a sua rede, que vão desde criar senhas mais fortes até instalar ferramentas sofisticadas para bloquear potenciais invasores.

5. Aposte nas ferramentas certas

É preciso dar atenção para as ferramentas utilizadas para administrar as redes sem fio na sua empresa. A ideia é que os sistemas realmente sejam úteis e não tragam funções redundantes, para ganhar tempo.

Existem plataformas que atendem a várias demandas diferentes, facilitando o acesso às redes e suas aplicações mais facilmente.

6. Crie um plano de crise

Ao administrar as redes sem fio, você precisa ter um plano de crise, para ponderar a sazonalidade na empresa. A ideia é que não ocorram desastres por conta de falhas na conexão.

Se a internet falhar e não for possível utilizar o sistema de controle de estoque, por exemplo, o que deve ser feito? É preciso ter um plano para isso.

7. Tenha um sistema de monitoramento

A chave para evitar falhas é monitorar tudo o que se passa em uma rede sem fio. Para isso, é preciso que as análises sejam feitas em tempo real, por meio de softwares que desempenham essa função.

Os sistemas podem identificar se a conexão está interrompida em um ponto específico da rede. Assim, evita-se que um único equipamento cause danos em toda a rede.

8. Compreenda o uso das aplicações

Entender o que é wireless não é suficiente, é preciso compreender o uso das aplicações envolvidas. Somente assim será possível visualizar erros e evitar que falhas sejam cometidas, conforme anteriormente citado.

As ferramentas de gestão, portanto, devem ser de conhecimento de todos que lidam com a TI na empresa, de modo que os problemas sejam prontamente resolvidos.

9. Contrate um serviço especializado

Uma boa ideia para gerenciar redes sem fio é contratar um serviço especializado nessa área. Existem empresas que podem dar esse suporte e fazer com que tudo permaneça de modo correto na sua empresa.

A Athena Security é uma empresa que tem expertise na área de segurança da informação e pode ajudar a sua organização nesse sentido. Temos uma equipe altamente qualificada, que contribuirá muito para gerenciar as redes sem fio da sua empresa.

A possibilidade de se conectar à internet sem fios traz muita praticidade para as empresas, mas é necessário adotar as medidas adequadas para que as suas informações não fiquem expostas a indivíduos mal-intencionados. Portanto, gerenciar rede wireless deve ser um princípio básico para manter a própria segurança, a dos colaboradores e, principalmente, a dos seus clientes.

Precisa proteger a sua rede de conexão? Entre em contato conosco e descubra o que podemos fazer por você! Temos certeza de que poderemos contribuir muito com a sua empresa. Não perca essa oportunidade e garanta uma rede wireless mais segura.

 

Thiago Cabral

Bacharel em administração e pós-graduado em Gestão e Governança de TI pela FIAP. Com cerca de 10 anos de experiência no mercado de segurança da informação, ajudou a fundar a empresa Athena Security, onde atua como Sócio-Diretor responsável pelas estratégias de Marketing e pela qualidade de atendimento ao cliente. Acredita que a chave para o sucesso é a especialização, atendimento consultivo e visão inovadora.

 

Powered by Rock Convert

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This