Monitoramento de rede: o que você precisa saber sobre o assunto - Blog Athena Security: Tecnologia e segurança para o seu negócio
Monitoramento de rede: o que você precisa saber sobre o assunto

As redes de computadores são imprescindíveis para o funcionamento dos negócios no mundo atual, visto que a Internet é necessária desde para atividades básicas até funções vitais das empresas. Nesse contexto, o monitoramento de rede, que faz parte da gestão de TI, tornou-se uma importante estratégia no meio corporativo.

Esse processo tem como objetivo analisar em tempo real, ou seja, 24 horas por dia, os recursos utilizados nas redes de computadores, de modo a identificar anomalias de performance e disponibilidade . Para isso, ele é composto por conjunto de estratégias, como reconhecer falhas de desempenho, coletar, armazenar e analisar relatórios sobre as atividades da rede, corrigir as deficiências e propor soluções rápidas para não afetar o trabalho realizado pela empresa.

Quando a sua rede não é monitorada corretamente, a organização pode enfrentar indisponibilidade e ficar sujeita erros que forcem a parada das tarefas desenvolvidas pela sua equipe, gerando perda de tempo e dinheiro, além de prejudicar o resultado final oferecido aos clientes. Quer garantir a disponibilidade dos seus serviços? Confira, abaixo, tudo que você precisa saber sobre o monitoramento de rede!

Qual é a importância do monitoramento de rede?

O gerenciamento e monitoramento de rede possibilita o controle total de todos os sistemas e dispositivos utilizados pela corporação, apresentando mecanismos que fazem a identificação de incidentes e problemas que afetem negativamente o pleno funcionamento do seu negócio. Veja só quais são os benefícios dessa estratégia.

Redução de custos

Se a rede de computadores e Internet está funcionando da maneira apropriada, a área de TI tem mais facilidade para monitorar os sistemas e analisar em quais períodos eles necessitam de atualizações, trocas ou compra de novas soluções. Assim, a empresa pode otimizar os seus investimentos, fazendo aquisições e manutenções só quando houver necessidade.

Identificação preventiva de falhas

Manter a estabilidade do setor de TI é crucial para que as rotinas da corporação sejam realizadas sem interrupções. Para que isso ocorra, a rede deve estar disponível. Ao ser monitorada, pode-se garantir a estabilidade do ambiente, visto que acontecem atualizações dos softwares, backup de dados críticos, reforço no antivírus e manutenção automática do sistema.

Manutenção da performance do negócio

A partir do monitoramento proativo e contínuo de TI, o seu negócio consegue deixar os seus serviços disponíveis 24×7 para os seus clientes. E, se acontecerem erros, os responsáveis têm as soluções adequadas para contorná-los rapidamente, evitando que os mesmos impactem a experiência e a satisfação do seu público-alvo. Com isso, é possível aumentar a boa reputação da empresa e ganhar vantagens competitivas no mercado.

Prevenção contra o retrabalho

Imagine que a sua equipe está trabalhando a todo vapor, mas de repente, uma falha atinge toda a rede e para o funcionamento dos softwares que estão em execução no momento. Nessa situação, os colaboradores não terão tempo de salvar os arquivos abertos, correndo o risco de perder informações importantes que terão que ser refeitas posteriormente.

Quando a performance da rede é monitorada constantemente, a organização fica menos sujeita a falhas que resultam na perda de arquivos e retrabalho, mantendo o fluxo normal das atividades internas.

Otimização do tempo

Para que os processos cotidianos da empresa sejam eficientes, é preciso que as tarefas sejam realizadas em menor tempo. E isso só é viável quando a rede está disponível e a sua equipe pode permanecer focada nas suas metas.

O monitoramento de rede favorece a otimização do tempo, uma vez que conta com rastreamento automático, em que é feito um acompanhamento contínuo da performance dos equipamentos e sistemas, com atualizações frequentes. Diante disso, os seus colaboradores ficam livres para executar as suas funções específicas.

Melhor direcionamento de recursos de rede

Uma rede estruturada do modo certo e bem monitorada facilita o dimensionamento dos recursos de TI. Quando isso não acontece, ela pode ficar sobrecarregada, reduzindo a qualidade de acesso às soluções empresariais, como arquivos armazenados na nuvem e sistemas online. O nível de confiabilidade das transações feitas na rede também fica comprometido.

Aumento do desempenho de sistemas e operações

Uma vez que a rede esteja funcionando a todo vapor, a troca de informações, utilização e acessos a sistemas remotos podem ser feitos de forma ágil. Essa característica contribui para com o aumento da produtividade dos colaboradores.

Sem falar que com os dados colhidos, a sua equipe de TI pode tomar decisões mais embasadas e, portanto, eficazes, obtendo melhores resultados a curto e longo prazo. Com as informações sobre o desempenho dos sistemas, a empresa pode preparar um plano de capacidade para expandir as suas atividades, por exemplo.

Diminui o tempo de inatividade

As redes que não são monitoradas podem sofrer com erros que tiram os seus softwares do ar. Como os negócios são altamente dependentes da tecnologia, essa situação pode gerar o caos em qualquer empresa, fazendo com que os funcionários interrompam as suas atividades até tudo voltar ao normal.

Na maioria dos casos, o monitoramento de rede alerta o departamento de TI sobre falhas, assegurando que elas sejam corrigidas antes que prejudiquem o funcionamento da empresa. Portanto, o tempo de inatividade do serviço passa a ser bem menor.  

Quais são os problemas mais comuns causados por falhas na rede?

Da mesma forma que o bom funcionamento da rede proporciona benefícios, as falhas constantes podem trazer muitos problemas e dores de cabeça não só para a área de TI, mas também para todos os departamentos da companhia.

Conforme já foi dito anteriormente, as falhas na performance da rede podem causar a indisponibilidade de sistemas e do acesso à Internet por minutos ou, nos casos mais graves, dias a fio. Tal inoperância acarreta inúmeros prejuízos financeiros.

Além disso, as erros na rede podem impedir o salvamento de arquivos importantes ou a transferência de conteúdos entre os softwares, o que corrompe os dados e ocasiona perdas significativas.

Se informações importantes forem perdidas, os colaboradores terão que gastar tempo com o retrabalho, visto que precisarão refazer processos e arquivos, tendo a sua produtividade afetada.

Como implementar o monitoramento de rede?

Para estabelecer um monitoramento de rede eficiente é necessário adotar ferramentas e estratégias apropriadas para a sua empresa, que por sua vez devem ser aplicadas por etapas. Saiba como isso pode ser feito.

Estabeleça métricas

A definição é métricas é indispensável para planejar e cumprir uma estratégia de monitoramento da TI. Elas precisam considerar tanto a parte técnica quanto o desempenho da equipe e produtividade do sistema. Tenham em mente que quanto mais detalhadas forem as suas métricas, mais precisas serão as suas análises.

Algumas das principais métricas utilizadas em TI são:

·        índice de uptime (disponibilidades) – que trata do tempo em que a rede permanece disponível. Caso esse nível esteja baixo, a empresa deve tomar medidas que otimizem a infraestrutura de TI;

·        tempo médio de atendimento – diz respeito ao tempo gasto pelo servisse desk para auxiliar os usuários da rede com a resolução de problemas que estão impedindo o desenvolvimento das suas atividades;

·        first call resolution – mostra o número de chamados resolvidos no primeiro contato dos colaboradores com o suporte de TI. Quando são necessários vários chamados, as soluções utilizadas são ineficientes e exigem mudanças;

·        índice de bugs – aponta a quantidade bugs nos softwares da empresa e um número alto requer uma revisão das suas políticas de softwares development para atingir resultados mais eficazes.

Catalogue os ativos da TI

O próximo passo é listar todos os ativos que fazem parte da infraestrutura de TI, como servidores, hardwares, componentes de redes, sistemas desenvolvidos e softwares utilizados pela empresa.

O ideal é que a lista seja organizada por ordem de criticidade e os ativos reunidos conforme os serviços do negócio para que o TI entenda qual é a importância de cada ferramenta para o funcionamento correto de toda a infraestrutura.

Gerencie as configurações

Outra medida fundamental é evitar a ocorrência de atrasos na entrega de serviços, perda de dados e juízos financeiros é gerenciar as suas configurações. Essa etapa exige alterações nas regras de firewall quando for preciso, instalação de dispositivos e demais alterações que possam influenciar no funcionamento do sistema.

Feito isso, a TI pode monitorar todas as modificações que sejam executadas, impedindo que usuários não autorizados acessem e danifiquem a estrutura e, se um erro acontecer, consegue identificá-lo e corrigi-lo rapidamente.

Crie relatórios de desempenho

Elaborar relatórios com os resultados desempenho da rede e analisá-las regularmente é crucial para a eficácia do monitoramento da TI. Isso porque, as informações estudadas melhoram a visão geral da infraestrutura, haja vista que apontam quais são os problemas e as soluções para eliminá-los, além tornar as decisões mais ágeis e eficazes.

Implantação da solução

O monitoramento vai ajudá-lo a obter a governança desejada para a área de TI, mas para isso é fundamental escolher uma solução apropriada. Existem diversas opções no mercado, que atendem diversos perfis.

Para obter o nível de monitoramento no qual falamos no decorrer do texto, que não seja apenas superficial, o ideal é partir para opções mais robustas. Porém, a maior parte das soluções de mercado são licenciadas anualmente e possuem um custo extremamente alto.

Nós recomendamos o ZABBIX, uma solução Open Source extremamente conhecida e referência entre as soluções de monitoramento por ser bem completa em recursos e funcionalidades, flexível e customizável. É um pouco complexa na configuração, porém por ser Open Source, você não tem qualquer custo de licenciamento.

Por ser complexa, terceirizar o esforço de implantação e configuração pode ser a melhor opção. Um monitoramento de excelência requer atenção com todos os detalhes que a compõe, logo contar com o apoio de uma empresa especializada gerenciamento de TI aumenta a precisão e qualidade desse serviço, garantindo a segurança e disponibilidade do seu negócio.

Está em busca de soluções para monitoramento de rede? Entre em contato com a Athena Security e descubra como podemos ajudar!

Thiago Cabral

Bacharel em administração e pós-graduado em Gestão e Governança de TI pela FIAP. Com cerca de 10 anos de experiência no mercado de segurança da informação, ajudou a fundar a empresa Athena Security, onde atua como Sócio-Diretor responsável pelas estratégias de Marketing e pela qualidade de atendimento ao cliente. Acredita que a chave para o sucesso é a especialização, atendimento consultivo e visão inovadora.

Powered by Rock Convert

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This