Segurança de endpoint: entenda a sua importância - Blog Athena Security: Tecnologia e segurança para o seu negócio
Segurança de endpoint: entenda a sua importância

São chamados de endpoints os dispositivos utilizados pelos usuários de uma rede, como notebooks, smartphones, tablets, entre outros. Desse modo, a segurança de endpoint pode ser definida como estratégia para monitorar as redes de uma organização, para que ela não seja invadida por vírus ou objetos maliciosos presentes nesses equipamentos.

Como as práticas de BYOD (Bring Your Own Device, ou “traga o seu próprio dispositivo”) são cada vez mais adotadas pelas empresas, é normal que os funcionários utilizem seus próprios dispositivos para realizar o seu trabalho, o que gera economia e praticidade, mas também aumenta os riscos de segurança.

Dentro desse contexto, o número de brechas para invasões nas redes das empresas aumentou muito, justificando a importância da segurança de endpoint. Para que você compreenda mais sobre o assunto, listamos uma série de itens que demonstram a relevância da segurança de endpoint. Acompanhe!

Ajuda na segurança da informação

As empresas têm dados e informações que precisam permanecer em sigilo, como o seu faturamento, informações de produtos e protótipos, cadastros de clientes etc.

Esses dados não podem vazar sob nenhuma hipótese, pois isso prejudicaria não só a sua empresa, mas também os seus clientes, e é por essa razão que a segurança de endpoint é importante.

Previne a execução de malwares e exploits

Malwares podem ser carregados em endpoints, bem como os exploits podem tirar proveito dos processos que estão em andamento na rede. Desse modo, é importante que sejam tomadas medidas para que isso seja evitado, como o monitoramento de TI.

As soluções em segurança de endpoints também podem contribuir com o desenvolvimento de um ambiente em que isso não ocorra tão facilmente. Isso porque podem ser tomadas medidas preventivas, que evitem a proliferação de malwares e exploits nas redes das empresas.

Detecta as atividades maliciosas pós-execução

Por mais que sejam tomados cuidados preventivos, em alguns momentos, pode acontecer de hackers invadirem os seus sistemas ou a rede da empresa. Por isso, é preciso que a segurança de endpoint também inclua a análise dos programas executados nos equipamentos.

Isso é muito importante para que as atividades maliciosas sejam identificadas e suspendidas antes que atinjam o seu objetivo, ou seja, antes que causem danos para a organização.

Remedia as atividades maliciosas potenciais

Um sistema de segurança de endpoint também deve ser capaz de remediar os problemas ocasionados pelas atividades maliciosas na rede da empresa.

Por isso, é necessário que a estratégia de segurança tenha funções como o rollback das configurações, o bloqueio de malwares, a função de quarentena para arquivos suspeitos etc.

As abordagens de um sistema de segurança de endpoint, como você pôde perceber, são muito importantes para as empresas, pois evitam que os equipamentos sejam contaminados por objetos maliciosos ou que espalhem vírus para a rede de internet da empresa.

Para executar esse tipo de estratégia na sua empresa, convém contar com um parceiro que tenha muita expertise nessa área. É o caso da Athena Security, que é especializada em tecnologia de segurança para as organizações. Para saber mais sobre o assunto, entre em contato conosco agora mesmo!

Thiago Cabral

Bacharel em administração e pós-graduado em Gestão e Governança de TI pela FIAP. Com cerca de 10 anos de experiência no mercado de segurança da informação, ajudou a fundar a empresa Athena Security, onde atua como Sócio-Diretor responsável pelas estratégias de Marketing e pela qualidade de atendimento ao cliente. Acredita que a chave para o sucesso é a especialização, atendimento consultivo e visão inovadora.

 

Powered by Rock Convert

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This