4 tipos de ataques cibernéticos que podem afetar a empresa. Veja como se proteger! - Blog Athena Security: Tecnologia e segurança para o seu negócio
4 tipos de ataques cibernéticos que podem afetar a empresa. Veja como se proteger!

Os ataques cibernéticos estão sempre evoluindo e, hoje, são um dos principais motivos de preocupações por parte dos gestores de TI. Isso acontece porque eles são capazes de trazer inúmeros contratempos para a rotina empresarial, diminuir a produtividade da equipe, ocasionar a perda de dados importantes e impactar negativamente os lucros do negócio.

Para se prevenir dos problemas causados pelos ataques cibernéticos, é importante saber como cada um deles pode afetar os negócios e como agir para que isso não aconteça. A seguir, vamos apresentar os 4 principais tipos de ataques e como se proteger deles. Acompanhe!

1. Phishing

O phishing é um ataque cibernético bem comum que consiste no envio de e-mails e mensagens por parte dos criminosos, normalmente contendo links falsos para enganar os usuários. Esses links com aparência de sites de bancos, lojas, provedores, ou de empresas aparentemente confiáveis, direcionam para sites maliciosos, projetados para conseguir informações como senhas e outros dados importantes. O principal objetivo desse ataque nas empresas é obter informações sigilosas sobre o negócio, como dados de clientes ou assuntos estratégicos da organização.

Para evitar problemas com o phishing, é importante que todos os funcionários fiquem atentos aos conteúdos dos e-mails que recebem e tomem cuidado ao abrir arquivos anexos. A equipe de TI também deve procurar formas de reforçar a segurança das contas de e-mail corporativo e dos navegadores web, como instalar antivírus que tenham ferramentas anti-phishing.

2. Ataque DDoS

Os ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS – Distributed Denial of Service) têm como objetivo fazer com que os servidores e sistemas da empresa fiquem indisponíveis para seus usuários. Para isso, os criminosos infectam uma grande quantidade de computadores (chamados de botnets ou máquinas zumbis), fazendo com que eles enviem inúmeras requisições para o servidor da empresa.

Como resultado, o servidor ficará sobrecarregado, já que todos os seus recursos serão utilizados para atender às requisições feitas por esses computadores. Assim, ele não conseguirá processar solicitações importantes, como a tentativa de um funcionário ou cliente de acessar a plataforma da empresa.

Para evitar esse tipo de ataque, é necessário reforçar a segurança tanto dos servidores quanto dos computadores da empresa para que eles não sejam usados como meio de propagação do ataque. Também é importante fazer um monitoramento da utilização de recursos dos servidores, além de aprimorar o controle de acesso a eles.

3. Invasões

Os hackers podem se aproveitar de vulnerabilidades na rede Wi-Fi da empresa, em bancos de dados ou no serviço de e-mail corporativo para invadir os sistemas empresariais. Ao descobrir alguma falha de segurança, eles buscam formas de explorá-la para ter acesso a informações importantes e praticar fraudes cibernéticas — que podem trazer perdas financeiras para as empresas.

Uma das fraudes mais comuns acontece quando algum dos gestores ou demais colaboradores têm suas contas de e-mail invadidas pelos criminosos. Eles, então, utilizam as contas para enviar mensagens para outros membros da equipe e realizar ataques por meio de engenharia social. Nesses e-mails, pedem que enviem arquivos contendo dados importantes ou solicitam que repassem quantias em dinheiro, por exemplo.

Muitos funcionários não percebem as fraudes e acabam facilitando a ação dos criminosos, que se aproveitam para lucrar com o vazamento de dados da empresa. Para evitar problemas como esse, é importante fazer análises de vulnerabilidade para evitar brechas de segurança e garantir que todos os funcionários sigam a política de segurança da informação adotada pela organização.

4. Malware

Os malwares são softwares mal-intencionados instalados nas máquinas para obter vantagens para os cibercriminosos. Eles podem ser adquiridos de diversas formas, como por meio de arquivos contaminados recebidos por phishing ou cliques em links de sites não confiáveis.

Eles trazem muitos problemas, como lentidão nos sistemas e propagandas que infestam os navegadores web. Também podem causar transtornos ainda mais sérios, como espionagens — no caso de infecções por spywares — e o sequestro de informações pelos ataques de ransomwares.

Para manter-se longe deles, conte com a ajuda de um bom antivírus e mantenha todos os softwares sempre atualizados. Outras boas práticas incluem fazer downloads somente de arquivos de fontes confiáveis e realizar backups dos dados com frequência.

Lembre-se de que é essencial evitar os ataques cibernéticos para manter a integridade de sua marca e impedir que eles afetem a reputação da empresa no mercado. Para isso, é preciso tomar medidas para proteger todos os dispositivos, servidores e a rede da empresa de forma adequada.

Você quer manter os dados de sua empresa sempre em segurança? Então, entre em contato conosco e conheça nossas soluções!

 

Thiago Cabral

Bacharel em administração e pós-graduado em Gestão e Governança de TI pela FIAP. Com cerca de 10 anos de experiência no mercado de segurança da informação, ajudou a fundar a empresa Athena Security, onde atua como Sócio-Diretor responsável pelas estratégias de Marketing e pela qualidade de atendimento ao cliente. Acredita que a chave para o sucesso é a especialização, atendimento consultivo e visão inovadora.

 

Powered by Rock Convert

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This